December 30th, 2001 | | No Comments »

Sensação térmica neste momento: -7 graus. Legal, né?


December 30th, 2001 | | No Comments »

Ah, já comprei pó de café. E fiz só um café até agora, que ficou bom, é verdade, mas parecia petróleo. Tenho que acertar a mão da próxima vez.

ga950126


December 30th, 2001 | | No Comments »

Ontem fomos à Ikea, que é a Tok&Stok daqui. Só um detalhe: fica pra lá de Baltimore, e o Gastón dirigiu uma hora pra me levar… Compramos uma estante, uma mesa de computador, e um monte de outras bobagens. Voltamos pra casa tarde e ficamos até mais tarde ainda montando as coisas, diversão ilimitada! Agora só falta o computador!!!


December 30th, 2001 | | No Comments »

Oi. Aqui tô eu de novo, na sala do Gastón.

Outro dia esqueci de contar. O pessoal daqui é bem mais amistoso do que eu pensava! Eu achava que eram todos sisudos, mas até papo no elevador eles puxam. Outro dia uma moça disse que o ex-“fiancé” dela era do Rio, que ele era muito divertido… E aquele dia que tive que ficar na fila do social security number uma hora e meia, o Gastón ficou andando que nem um leãozinho enjaulado, parecendo filho de um certo sogro que ele tem, e quando saímos (meio furiosos porque eu não consegui o número), a guarda que estava na porta revistando as bolsas de quem entrava virou pra ele com aquele sotaque de negra americana e começou: “Guess what? Guess what? She’s been in the line for a loooong time. She’s hungry, see? You take’r to a nice place to lunch. Listen! Listen! No McDonald’s! A nice place, ok?” Muito engraçado. Eu agradeci por ela agir em meu favor e fomos embora morrendo de rir.


December 27th, 2001 | | No Comments »

Adivinhem onde eu estou??? Aqui vai uma dica

Já cheguei há uma semana. A viagem foi boa, mas eu não consegui dormir muito na lata de sardinha com asas, e se alguém leu a mensagem anterior pode ter uma idéia de quão cansada eu cheguei. Pra completar, aqui tá um frio de lascar, e dentro de casa tem aquecimento – graças a Deus – o que torna o ar muito seco. Temos que comprar um aparelho pra umidificar o ar. Falando em compras… Estou podendo dar força aos meus ímpetos consumistas, porque tivemos que comprar um monte de coisas: secador de cabelos (pra não congelar o cérebro depois de lavar a cabeça, mas eu odeio e não tenho nem idéia de como usar), ferro de passar roupas (que só Deus sabe quando vamos precisar, né, mãe?), uma cafeteira expresso (foi tão barata que depois achei um roubo o preço do pó de café!), um suporte pra pôr os sapatos (porque o guarda-roupas é desses que têm só a haste pros cabides), cabides, uma caixa de pôr coisas embaixo da cama (porque tem coisa chegando do Brasil, e muita!), umas xicrinhas de café que estavam em promoção, um monte de hidratante, um saco de poliéster pra lavar roupa delicada (as máquinas de lavar são as do prédio, e olhe lá, tem que lavar tudo mais ou menos junto…) e um varalzinho (pras roupas que não podem nem ver a máquina de lavar e que eu vou ter que lavar na pia do banheiro ou da cozinha). Acharam muito? Ainda tem mais na lista, me aguardem. E eu tô anotando tudo pra Carol, pra quando ela chegar nesta terra. Ah, quase ia me esquecendo, compramos também um termômetro pra ver a temperatura dentro e fora de casa, agora todo dia de manhã checamos pra ver a máxima e a mínima. A máxima em geral é 11 graus, e deve acontecer lá pro meio-dia. Esta noite a mínima chegou a -5 (ugh!) e a previsão é que esfrie nos próximos dias, pode até cair uma nevinha no ano novo. De casa dá pra ver as piscinas do conjunto de prédios, e eu perguntei pro Gastón se a grande congelava. Ele disse nããão, é muita água! Pois é. Hoje de manhã ela ‘tava lá, durinha durinha!

Hoje fui me inscrever pra ter um Social Security Number, e descobri sabe o quê? Eu não tenho direito se eu não vou trabalhar! Isso depois de ficar na fila uma hora e meia!!! Tudo bem, eu sobrevivo! Agora quero tratar de aprender a dirigir pra poder carregar a driver’s license como minha identificação, não quero dar sopa com o passaporte por aí.

Vou trabalhar na tese só ano que vem, porque eu dependo aqui do computador do laboratório do Gastón. Mas vou fazer isso rápido!

Beijinhos pro pessoal que ficou em Campinas, meu e-mail novo está aí na página, ok? Depois mando o endereço físico pra quem pedir.

Até mais!


December 18th, 2001 | | No Comments »

E atenção, atenção!!! Pela primeira vez, a Maffalda vai cumprir seu papel principal nesta vida, que é o de dar notícias da Helô e do Gastón…

Pois então, comecemos de ontem. Meus pais foram a Campinas pra assistir minha defesa. A defesa foi às 10 horas, deu tudo certo, pois sempre dá, como dizem. Almoçamos no Carpe Diem, arrumei as coisas na sala de alunos (domingo já tinha passado a tarde lá, separando coisas pra trazer, pra jogar fora, uma doideira), arrumamos as coisas no carro (muuuuita coisa) e viemos pro Rio.

Chegamos umas 9 e pouco da noite, meu primo veio me visitar, ficou até meia-noite porque me queria dar os parabéns.

Hoje acordei tarde, e passei o dia todo arrumando mala, o que foi muito confuso, porque tinha 3 pessoas trabalhando aqui em casa, fazendo marcenaria em uma estante e os arranjos elétricos, o telefone não parava de tocar e eu também ligava pras pessoas pra dizer tchau (meus tios de Minas, amigos, etc…). Legal, né? Minha irmã chegou à noite pra fazer os comentários dela, amanhã tem mais, parece que é o jeito dela de me dar amor, bom, fazer o quê?, no fundo eu gosto… Amanhã termino de ligar pros parentes, fecho a mala, e vou, contente e faceira, pra lá.

Já que estamos em público, chegou a hora dos beijos: pra Giulieta e pra Giovana, uma qualificada e outra mestre (ou será mestra? não sei como se diz) e espero que as duas fiquem felizes e sorridentes de novo.

Até a próxima…


December 12th, 2001 | | No Comments »

Geeeente, que loucura! Me perdoem, é que sou blogueira nova, sabem como é… Mas só hoje me dei conta do verdadeiro poder dos blogs! Não sou muito de ler blogs alheios, comecei com o do Cristiano Dias, eu pensei que podia parar, mas de repente veio a Giulieta me perguntando coisas. Até aí tudo bem. Porém hoje me senti naquele filme do Quero ser John Malkovich, é assim mesmo que se chama?, pois é, o John Malkovich tava lá, e eu só via, de cabelo comprido, depois de cabelo curto, nunca cantando infelizmente, e eu aqui ignorando totalmente o que tinha na cabeça dele (exceto os cabelos e aquelas cavidades de ressonância que a Malu Prates explicou) e aí pumba! um tour instantâneo passando pela mente de Mercúrio, com direito a incursões literárias, quadros, paixões e tudo mais! E eu gostei! Escondam os psicotrópicos! Loucura mesmo…


December 6th, 2001 | | No Comments »

Será que vai chover??? Não, não é a música dos Paralamas… É a previsão do tempo pro nosso churrasco!


December 6th, 2001 | | No Comments »

Casi un segundo.


December 5th, 2001 | | No Comments »



No blog da Giulieta, tinha um post com um quadro de Waterhouse. Segui o link e achei um que é a minha cara. O nome? Dolce Far Niente, 1880.