May 27th, 2002 | | No Comments »

Outro texto que eu estava querendo publicar nestes últimos dias. Acho que era uma propaganda da Mesbla, que saiu na Veja antes de 89 (e eu recortei!). Amanhã é feriado aqui, o Memorial Day, dia de louvar os valorosos veteranos de guerra e, mais importante ainda, o começo oficial do verão.

Chegou o verão, e há o que sempre houve: casais que estremecem, confusões conjugais e extra, ansiedade esparsa, caju e abacaxi, viagens bruscas, suaves delíqüios, telefonemas esquisitos, noitadas vãs. Tudo isso é o verão, e o verão é a verdade do sol. Queimam-se as mulheres. Umas se fazem cor de cobre, outras se doiram, em outras repontam discretamente sardas ao longo do corpo, como estrelas ao crepúsculo. Reparem bem esta comparação: é obviamente ruim mas é tipicamente de verão, e o verão em si não é mau, nem bom, é a nossa profunda, verdadeira verdade.

Rubem Braga.



Leave a Reply