November 5th, 2002 | | No Comments »

Hiro contando de um certo pajé de monitores. Siga lá o link pro artigo do CAT. O que me chamou mesmo a atenção foi isso aqui:

Mas eis que um belo dia, o sábio CAT-pai, que gentilmente cedeu a sigla a este homúnculo que cá lhes escreve, bateu-me um fio e declarou ofegante: “Meu monitor morreu!”. Era hora de agir. Saí à cata das coordenadas do insulano mágico e já estava para iniciar a discagem para os BBS para pedir socorro em mensagem pública, quando me liga o Silva Costa, BBSzeiro veterano, mestre das linhas e das cores. Ia ele pegar seu monitor consertado justamente no laboratório do tal mancebo e queria companhia. De pronto topei a jornada, não sem antes pegar o monitor defunto na casa de meu pai.

Viu a coincidência? Você acha que uma coisa assim aconteceria fora do Rio? No way, man.



Leave a Reply