April 21st, 2003 | | No Comments »

Semana passada foi assim: trabalha, trabalha, trabalha. Sábado (dia 12), domingo, segunda, terça, chegando em casa às 11, 11:30 da noite. Minha orientadora precisava dos resultados. Quarta foi a reunião onde iria apresentá-los. Depois ouvi “thank you for working so hard” “thanks a lot for such a good job” e um montão de coisas do gênero, que não matam o cansaço mas ajudam bastante. Terça tembém tinha um exame take-home pra entregar, eu entreguei na quarta. Quarta dormi a tarde inteira, quinta foi uma correria como sempre, à noite saímos pra casa da Vero e do Enrique, sexta não fiz pa-ta-vi-nas. Sábado yard sale, que maneira de comprar bugigangas, olha aí outra expressão em espanhol se infiltrando no meu português, traduzo: vai comprar bugiganga assim no sóca! Ontem trabalhei mas só um pouquinho, fui numa missa toda animada porque achei que era o padre legal (só vou uma vez ao ano, seria bom que o padre fosse o legal), mas não, era um inglês carrancudo que dizia “body of Christ” latindo e só pediu pra gente rezar pelos soldados americanos mortos, o povo do Iraque que se lasque, e falar da alegria da Páscoa na homilia nem pensar, só falou que a gente tem que se confessar e blébléblé. Falei com a Lavínia, ela foi a Muriaé e está toda feliz, não sei por quê não foi antes, eu mandei os versinhos do pasquim do Judas por email, ficou todo mundo comentando, minha mãe anotou todos os versos. Gastón e eu estamos planejando tirar fotos das tralhas que compramos na yard sale, cada coisa do fundo do baú, quando formos embora vamos ter que fazer uma yard sale separada só pra vender essas coisas, mas mesmo assim é muito divertido comprar tudo baratim baratim, coisas velhas e estranhas, estou agora usando uns grampinhos de coque incríveis, não sei como prendem o cabelo. Hoje acordei cedo pra vir pra universidade achando que meu escravinho ia aparecer, nécas, tomei até café pra esperar, agora estou verborrágica e fazendo hora pra ir almoçar que a essa hora eu não funciono. Depois tenho que fazer dois relatórios da aula que matei na sexta, o professor (Master Yoda) veio perguntar se eu estava doente e se tinha melhorado, eu disse pra ele que não, que estava cansada e dormi demais. Minha orientadora me deu permissão para chamá-la pelo primeiro nome, eu acho muito estranho, mas estou tentando às vezes.

Related Posts



Leave a Reply