August 17th, 2003 | | No Comments »

Finalmente aconteceu. Tinha que acontecer algum dia. Estou sem paciência de trabalhar e de blogar, ao mesmo tempo. Incrível.

Mas não largo o vício de navegar por aí. Tem letra do Legião Urbana no Dudu, coincidindo com coisas que tenho pensado.

Entrei numa lista do pessoal do colégio, 93 e 94, segundo e terceiro “colegial” (eu dizia “colegial” e já era demodé naquela época). Lembrando de coisas e coisas. E pessoas. Um menino da lista (de quem não só eu lembrava, mas tinha o telefone no meu palm ainda) me disse que eu dei “bom dia” pra ele todos os dias que estudamos juntos. Fiquei tão feliz de ser lembrada assim, foi uma das coisas mais doces que ouvi nos últimos tempos. Outro menino me perguntou “você não era aquela que namorava o…”, segunda vez que isso me acontece, será que acontece com ele também??? Engraçado que na minha turma nesse colégio todo mundo tocava algum instrumento, pelo menos todos os meninos. Das meninas, tinha uma que cantava muito bonitinho, e tinha eu que tentava, até hoje tenho vergonha só de pensar. Essa que cantava era uma menina muuuuito lindinha, tamanho miniatura, que tinha um agasalho com botões enormes, quando o usava parecia uma boneca. Tem gente faltando na lista, a rigor deveria ser só pra quem estudou lá até a oitava série, eu só entrei depois – estou na lista meio de cara-de-pau. Vai saber! Pode ser que eu abra precedente. Onde estará aquela foto do colégio? Não sei se a tenho aqui ou se está na casa da minha mõe. O pessoal pergunta se meu sobrenome era esse mesmo, o que estou fazendo, essas coisas. Seria legal vê-los no Rio. Não posso perguntar se vai ter festa dos 10 anos de 3o. ano pra não ofender as sensibilidades do povo que só estudou até a 8a. série, mas também, que que tem, esse povo também deve ter terminado ao mesmo tempo que a gente, festa é festa!!!

Devolvemos a scooter porque tem que subir degraus pra chegar em casa, o trambolho pesa 28 kg, eu não conseguiria levantá-lo.

Depois tem os sonhos, tenho sonhado tanto, sempre sonho com pessoas, nunca com bichos. Sonhei com as pessoas do colégio, com minha priminha Ravit (essa foi ótima, tenho que anotar para não esquecer: ela usou um tempo verbal numa redação que a professora ainda não tinha ensinado, tirou nota baixa. Autobiográfico?? Nãã…), com a turma de amigos da Beta, mil coisas.

Ah, mais episódios lembrados do colégio: o culto de adoração ao arbusto, e a musiquinha do McCalango feita especialmente para uma menina que entrou no meio do ano, vinda do Ceará. Eu não lembro a letra toda, vou perguntar aos meninos, mas era a musiquinha do Big Mac, e terminava assim: “calango frito num pão com jerimum!!!” (“cebola e picles num pão com gergelim”). Ela adorou. Anotou na agenda. Lembra das nossas agendas? Eram pré-blogs.



Leave a Reply