October 31st, 2003 | | No Comments »

Ó, a bruxinha aí do lado deseja a todos um feliz dia.


October 29th, 2003 | | No Comments »

Ah, é. Demorou mas lembrei. Sempre me acontece isso, penso em um post e ele me escapa, ainda mais nesses últimos dias em que não tenho escrito nada. De qualquer maneira…

Meu pai é quem vêem obviamente em mim, na minha eterna mania de fazer “Lairzadas”, na minha cabeça meio dura, na minha mania de levar canivete e lavar os pés antes de dormir. (E a prudência, meu Deus, a prudência!) Mas só esta semana pensei em duas coisas muito bacanas que minha mãe me ensinou.

Uma foi cortar couve. E eu nunca tinha me dado conta porque nunca tinha precisado cortar couve. Mas na feijoada de sábado, na casa da Fabi, o Amarildo me chamou num canto e falou: “Heloisa, dá um jeito ali que aquele trem que a Fabi tá cortando tá muito grande.”. Eu fui com todo o jeitinho e pedi pra ajudar, e ele disse “É, Fabi, eu falei pra ela que essa couve que cê tá cortando não tá prestando não!”. Aí eu tentei cortar fininho. Nem foi na mão que nem minha mãe faz, enrolando as folhas e cortando na horizontal, foi na tábua mesmo. Mas eu ensinei pruma americana o tamanho que tinha que ser e depois todo mundo elogiou. A Fabi refogou a couve comentando “olha só, eu tô reconhecendo quais fui eu que cortei!” e uma menina asiática deu os parabéns pela couve, disse que estava linda cortada fininho, e que isso não é fácil não, que ela sabe. Ela trabalhou no zoológico e tinha que cortar verdura prum pássaro, bem fininha, só assim que ele comia. A minha madrinha fala que a couve da minha mãe parece cabelo. A Ally, a americana que mora com a Fabi, disse que da próxima vez tenta do jeito certo, segurando a faca na horizontal.

A outra foi o respeito pelos livros. Eu sou insuportável com os meus livros. Pode até estragar um pouquinho de carregar na mochila, afinal “burro carregado de livro é doutor”, mas fazer isso que fazem aqui, nunca! Meu cabelo se põe em pé cada vez que vejo alguém grifando um livro com caneta ou com aquelas canetas coloridas. “Mesmo que o livro seja seu, ele sempre pode ser usado por outra pessoa depois.” Claro, o fato de eu ter usado livros da minha irmã em uma época em que eles estavam apenas começando a eliminar o formato com-espaço-pras-respostas também ajudou. Semana passada minha orientadora perguntou se fui eu quem marcou um livro que ela tinha tirado da biblioteca e me emprestado (marcado a lápis, forte, quase tudo, sem esperança de resolução via borracha), e eu tive o orgulho de dizer na lata: “não, isso eu não faço, porque minha mãe me ensinou”.

Putz. Terminei de escrever o post e lembrei que a Bíblia da minha mãe parece uma mistura de carnaval da Sapucaí com propaganda de cruzeiro em Miami. Mas Bíblia não conta, né?


October 29th, 2003 | | No Comments »

Hoje seria aniversário da minha avó que agora ia ter nome de cantora: Maria Rita.


October 29th, 2003 | | No Comments »

Buenísimo, lo encontré hace un tiempo pero siempre es bueno tenerlo a mano: Diccionario Argentino-Español.


October 29th, 2003 | | No Comments »

O cara que é considerado um dos maiores gênios de toda a humanidade escolheu para esposa uma mulher que era sua igual em conhecimento. O que isso diz?

(Que ela tenha levado um pé dele depois é só um detalhe, deixa pra lá. Mas pra dar o divórcio pra ele ela exigiu todo o dinheiro que ele viesse a receber caso ganhasse o Nobel. Que tal?)

O mesmo cara não deu a mínima pra tabus e casou depois com uma prima. Sim, de primeiro grau.

Hmmm…

O documentário não é sobre a prima (Elsa) e sim sobre a primeira esposa (Mileva). Excelente, da PBS, claro. O único porém são as reconstituições no melhor estilo “Caso Verdade”, mas a gente releva.


October 28th, 2003 | | No Comments »

Dia 15 de novembro (sábado) vão passar os três Indiana Jones seguidos aqui no cinema da universidade. Eu quero ir, mas o Gordo já disse que não vai. Alguém se habilita???

Eu já sei quem vai se habilitar…


October 28th, 2003 | | No Comments »

Meu amigo Mohamad voltou, depois de 4 meses e meio preso na Síria, preso não, mas sem visto pra cá. Ele viajou 24 horas de avião e quando chegou ficou preso na imigração por 5 horas.

Mas o cara é tão gente boa que não esquenta com nada!!!


October 23rd, 2003 | | No Comments »

A Luciana Misura tem razão e o mundo é pequeno mesmo.
Pois o cara que era roommate do meu então namorado (agora marido!) em Campinas tinha uma namorada que era de Recife, assim como ele. A gente tinha ficado sabendo que eles se casaram. Agora aparece um comment no blog com o nome dela (até aí tudo bem, até a Bündchen tem o nome dela, vai que a übermodel resolveu ler blogs) mas eu lembrava também do sobrenome. Vou lá na página, tem foto do casório e tudo. Eles agora moram aqui nos EUA. Ela pelo jeito veio parar na Maffalda através do blog dessa amiga que eu tenho que eu nem conheço pessoalmente mas que me foi apresentada pelo cara com quem eu estudei no colégio e cujo avô era amigo do meu avô. Agora o cara também é paciente da minha irmã, o que quer dizer que as coisas que eu não conto pra ele pelo msn a minha mãe ouve de mim e conta pra minha irmã e ele fica sabendo pela secretária do consultório.

Até agora não entendi se esse casal de amigos entendeu que Maffalda é Heloisa e vice-versa, vai saber.
O mundo é um lenço, isso sim.

Engraçado constatar que o feitiço virou contra o feiticeiro. Geralmente a que sai fuçando tudo e descobre coisas incríveis sobre pessoas improváveis sou eu. O pior é fazer cara de paisagem quando a pessoa que você googlou te conta uma suposta novidade sobre sua vida…

Gigi, ler blogs não é pecado não. Divirta-se.


October 23rd, 2003 | | No Comments »

Falando em carro, eu não sabia que a Volks seria a primeira a lançar um carro bicombustível. O lançamento do Fox foi em Curitiba.

Já que comecei com a propaganda, vou até o fim: compra um consórcio, vai!


October 23rd, 2003 | | No Comments »

Tudo o que você sempre quis saber sobre o Prius. O cara tem um diário contando TUDO sobre o carro, desde 2000. Ah, o site oficial é aqui.