May 9th, 2004 | | No Comments »

O dia sem fim (ou: algunas acontecimentos de ontem)

– Um amigo ficou sabendo que a bolsa dele não vai ser renovada. Ele só soube disso porque precisava de uma carta pra renovar o visto. Se não fosse por esse pequeno detalhe e o fato de ele estar indo pro Brasil em uma semana, ele só ia saber disso na véspera de perder o emprego.

– Alguém que eu amo demais da conta me ligou muito triste. Eu, claro, chorei de cá também.

– Teve um churrasco na casa do cara que está perdendo o emprego. Quando chegamos lá, ele tinha derrubado um saco de carvão inteiro em cima do sofá da sala.

– O livro que eu deixei no escaninho de uma outra brasileira aqui na universidade desapareceu, escafedeu-se.

– Um outro amigo nosso foi ao churrasco levando um colega de trabalho dele. Lá pro meio da festa o cara disse que nós tínhamos que ter vergonha de fazer graça com a cara do nosso amigo e foi embora, deixando todo mundo com o olho arregalado.

– O dono da casa teve um momento deprê e chorou um pouquinho na varanda.

– O Gastón estava cansado e queria ir embora. Quando eu finalmente concordei, ele descobriu que tinha deixado as chaves dentro do carro.

– E eu não trouxe as minhas chaves de casa pra pegar as chaves reserva.

– Mas eu deixei uma janela de casa aberta e ele conseguiu entrar. Quando ele voltou (de carona, claro), abriu o carro e descobriu que a bateria tinha acabado.

A bateria finalmente foi recarregada e voltamos pra casa.



Leave a Reply