May 26th, 2004 | | No Comments »

Eu tenho um terapeuta via msn, nem devia estar falando que é pra não fazer propaganda. Mas ele é dos bons: só faz pergunta difícil e depois que converso com ele estou parecendo uma árvore de Natal, com um monte de lampadinha acesa nas idéias. Obrigada, Carpe!


May 25th, 2004 | | No Comments »

Mulher fica deprimida e bora pro shopping dana a gastá. Mas eu, eu não, muquirana e munheca-de-samambaia que sou vou ali na esquina e compro dois vestidos bem baratinhos e fico feliz da vida. Os dois vestidos e três camisetas de alcinha de malha, ficou o preço de um vestido barato, se é que vocês me entendem e têm noção do que eu tô falando. Se alguém perguntar pelo msn eu digo o preço. Agora só tenho que ver o que faço com a minha barriguinha que transpareceu nos dois, a perna branca é outra história.


May 25th, 2004 | | No Comments »

E a todos aqueles que me aturam, o meus agradecimentos penhorados. Muito obrigada.


May 25th, 2004 | | No Comments »

E se eu achar tudo chato e o céu for feio?


Barato total

May 23rd, 2004 | | No Comments »

(Gilberto Gil)

Quando a gente tá contente
tanto faz o quente, tanto faz o frio, tanto faz
que eu me esqueça do meu compromisso
com isso e aquilo que acontece dez minutos atrás
Dez minutos atrás de uma idéia já deu pra
uma teia de aranha crescer
sua vida na cadeia do pensamento
que de um momento pro outro começa a doer
Quando a gente tá contente, gente a gente quer pegar
Batata pode ser um barato total
Tudo que você disser deve fazer bem
Nada que você comer deve fazer mal
Quando a gente tá contente, nem pensar que tá contente
Nem pensar que tá contente a gente quer
Nem pensar a gente quer, a gente quer é viver


May 22nd, 2004 | | No Comments »

Heeeey! I’m a trouper!


May 20th, 2004 | | No Comments »

Como é que era? Ah, sim: agora me arrependo, roendo as unhas…


May 20th, 2004 | | No Comments »

Conversa vai, conversa vem, deixei este comentário lá na Meg:

Só queria deixar bem claro que eu ADORO Cem Anos de Solidão!!!

(Mas gosto mais de O Amor nos Tempos do Cólera. É perfeito. El corazón tiene más cuartos que un hotel de putas.)


May 20th, 2004 | | No Comments »

Se não enfiasse os pés pelas mãos, não era eu. Se não deixasse tudo pra última hora, também não. Se não morresse de nervoso, seria um alien na minha pele.

Ufa! Ainda bem que me reconheço nesse reflexo, nesse espelho. Tudo tem seu lado bom.


May 18th, 2004 | | No Comments »

– O que você quer? O que você quer, de verdade? Mas e você, o que quer?

A pergunta vem repetida por todos os lados, em estéreo, estéril.

Mesmo quem indaga sabe que somos poucos os que deveras sabemos.

Eu quero a sorte de um amor tranqüilo, eu só quero que você me queira, eu só quero chocolate, I want some sugar in my bowl, quero encontrar pelo caminho um cogumelo de zebu, hoje eu só quero que o dia termine bem, eu só quero fazer parte do backing vocals, e cantar o tempo todo “shoobedoodaudau”.

Ah, bruta flor do querer, ah, bruta flor, bruta flor.