Borandá

January 28th, 2005 | | No Comments »

Vam’borandá que a terra já secou, borandá.


Desculpem, mas não arresisti.

January 28th, 2005 | | 2 Comments »

Ói as amiguinhas da Clara.


Ou Isto ou Aquilo

January 28th, 2005 | | No Comments »

Ou se tem chuva e não se tem sol

ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,

ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,

quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa

estar ao mesmo tempo em dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,

ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo . . .

e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,

se saio correndo ou fico tranqüilo.

Mas não consegui entender ainda

qual é melhor: se é isto ou aquilo.

(Cecília Meireles)

No momento, estou com chuva, luva, nos ares, com o doce, brincando e tranqüila. Me reservo o direito de mudar de idéia a qualquer instante.


January 24th, 2005 | | No Comments »

E as águas deste rio aonde vão eu não sei


Pioneering

January 21st, 2005 | | No Comments »

Pioneira do bom, pioneira do ruim. Tia velha pra quem pedem conselhos…


January 21st, 2005 | | No Comments »

Não tem nem comparação.

Lá “faz frio”.

Mas isto aqui é engraçado…


January 18th, 2005 | | No Comments »



É de hoje. Pode conferir.


Vinícius, a fada, saudade e nostalgia

January 17th, 2005 | | No Comments »

O poeta dizia que uma mulher tem que ter algo de triste.

Alguns homens têm isso também.

Nostalgia se transmite? Contágio na pele?

Saudade não se traduz.

A bruxa Kiki saiu de casa, nunca me vi tanto.

E em outra certa animação, engraçadíssima, a fada dos desejos mágicos é feita de lágrimas. Acaso? I don’t think so.


Damn, it hurts!

January 17th, 2005 | | No Comments »

We only see him and we embrace him like if he were a shadow.

Não é nada, não é nada, mas dói pra caramba, tá?

Antes agora que depois.


January 14th, 2005 | | No Comments »

Quem vê cara não imagina a bunda.

Postado pelo meu terapeuta das madrugadas longínqüas.

Acertado há quatro meses. U-a-u.