Cérebro eletrônico

October 8th, 2008 | | 2 Comments »
Em 2005 eu fiz um regime de internet. Ou greve, se preferirem. Mandei uma mansagem para os meus amigos assim:

Oi, queridos.

“No começo era Offline, e Offline era Bom.” Aí veio a serpente com um teclado e estragou tudo.
O caso é que a tentação das mais feias que enfrento é a internet. Eu não sou viciada em internet não, sou viciada em gente. Em conversar com vocês. Portanto, estou pedindo ajuda com o “detox”…
Vou desplugar do msn – desinstalar mesmo, radical, porque eu me conheço. Então, se quiserem entrar em contato comigo, usem por favor o email (esta conta) ou o celular. Podem mandar email mesmo, nem que seja uma linha só dizendo oi.
Eu agradeço penhoradamente pela sua colaboração e por não me darem broncas por eu ter sumido.

Um beijo,
H.

Três anos depois, a vida é mais complicada. Então ficamos combinados:

Celular – bom. Se for mensagem de texto, melhor ainda.
Email – fantástico, tentarei responder direitinho.
Lista – continuarei participando.
GReader – continuarei processando os 200 feeds diários, para delícia de quem me acha spammer, e para me manter em dia com as notícias garimpadas pelo pessoal do clubinho do Jubal.

Msn e gtalk – ficarei desplugada ao máximo, usando o email também para mensagens curtas.
Twitter – o mais difícil! Vou parar de ler em tempo real, mas directs virão para o meu email. Posto quando tiver vontade.
Blip – também quando eu estiver a fim.
Orkut – já faz tempo que tento não responder scraps.
Facebook – também não vou responder wall.

Pela minha experiência nos dois ou três boicotes anteriores a este, minha qualidade de vida vai melhorar muitíssimo. Depois eu volto, um pouquinho menos neurótica…


2 Comments on “Cérebro eletrônico”

  1. 1 Denise Arcoverde said at 21:06 on October 10th, 2008:

    Querida, eu comecei um regime desses há tempos, meio sem perceber. Também adoro mecomunicar, afinal, o que mais fiz na vida foi organizar redes. Mas é comunicação demais, hoje em dia. Aboli o MSN de vez, há meses e uso o Skype apenas com a família e mesmo assim por telefone, nunca chat, é mais rápido e eficiente, principalmente com a minha mãe, que leva séculos tecland uma sentença :-) me sinto meio isolada, às vezes (até porque, na Coréia, fica difícil os amigos usarem celular pra falar comigo), mas estou mais produtiva.

    Boa sorte!

    Beijão

  2. 2 Viva said at 13:19 on October 21st, 2008:

    Estou exatamente nesta encruzilhada: adoro gente, adoro meus amigos blogueiros/twitteiros e se eu me desconectar, parece que vou ficar sem eles. Como trabalho em casa (sem muito contato com gente) e no computador direto, minha situação é dramááática.
    Alguém conhece Interneticômanos Anônimos?


Leave a Reply