Pombo correio voa depressa

June 16th, 2009 | | 1 Comment »

Ninguém acredita quando conto da nossa amizade epistolar.

Eu mesma vejo uma versão de mim aumentada, descrita, mais doce por conhecer você, a amiga que mais me ensinou elegância nesta vida, o presente que eu ganhei aos poucos e nunca deixou de me maravilhar.

Hoje eu pincei no meu baú de palavras – numa conversa de fotografias – “esse é o querido do meu coração que um dia eu vou namorar” e depois revi em outros tantos papos o seu coração rolando ladeira acima na direção dele, e dali um pouquinho todo o sono e fome da vida se instalando em vocês dois.

Nunca esperava ter você tão perto, já vi o pequerrucho paquerento um par ou trio de vezes, espero ver muito mais.

Não, também não sei a que vem tudo isso. Lua, conhaque e gratidão. Minha lótus, minha estrela, amo você!


One Comment on “Pombo correio voa depressa”

  1. 1 Teca said at 00:39 on June 20th, 2009:

    Minha querida, me emocionei!

    Quanta coisa já passamos, não? Tantas dores, tantos risos, trocas, sustos dos bons e dos maus, tanta gentileza sempre, vinda de você, tanto apoio, tanta esperança renovada.

    Aprendo sempre com você, um olhar realmente generoso e sempre pensando nos outros, no mundo todo, literalmente.

    Love you pra chuchu, mesmo!


Leave a Reply