These boots are made for walking

September 14th, 2010 | | 12 Comments »

Por mais carmelita descalça que eu seja, ainda gosto de sapatos. Aquela coisa estereotipicamente feminina: olhar vitrine, achar alguns lindos e outros horrorosos, experimentar e, eventualmente, quando preciso, comprar.

Só um problema: eu, com meus 1,66m de altura, calço 40. Então a coisa não é tão simples assim, porque as lojas nunca têm o meu número e as vendedoras passam rápido da sorrateira olhadela para os meus pés às velhas mentiras “nosso 39 é grande” e “depois alarga”. Isso quando não estou procurando tênis, e ao perguntar pelo 40, ouço “não, esse é feminino!”.

Na casa dos 30 anos e nem tão alta assim, não consigo imaginar quanto calçam as altonas da nova geração. Das minhas 4 amigas que calçam o mesmo número que eu, a Tati mede 1,70m, a Bianca 1,72m,  a Carol 1,73m e a Prill 1,75. Ou seja, eu sou a baixinha dos pés grandes. Minha mãe diz que quando eu era criança ela botava vestidinho em mim e meus pés iam lá na frente, um vexame.

CampusParty 2010-14-2

Ultimamente, entro em lojas de sapatos e pergunto na lata: “sapatos femininos, até que número vocês têm?” Se a resposta for 39, eu me viro e vou embora sem nem uma olhadinha para os modelos disponíveis, que é pra não dar ibope pra comerciante mané.

Meu protesto inócuo, se não chega a configurar desobediência civil, poupa sanidade mental e bastantes dinheiros.

Lojas que vendem sapatos do meu tamanho: Pele Rara, Pontapé, Pé de Anjo, Confortaria, Ferni.

Sua altura e número dos pés nos comentários, por favor. E sugestões de lojas!