Vergonha alheia alheia

July 9th, 2012 | | 2 Comments »

Quando ouvi pela primeira vez a expressão “vergonha alheia”, achei bacana ter uma descrição para o constrangimento que sentimos quando o calouro canta mal ou esquece a letra da música.

Ultimamente, porém, desenvolvi alergia à tal da vergonha alheia e começo a achar que esta é a expressão mais calhorda da web. Virou um carimbo de julgamento e de opressão.

O constrangimento pelo outro é até saudável, prova de empatia, de capacidade de entrar na pele de um semelhante e sentir o que ele sente, e provoca um instinto de ajuda ou de fuga. Mas a vergonha alheia arrogante que vemos por aí é justamente o contrário: um grande joga-pedra-na-Geni, que se compraz em condenar e procura motivo. Nem passa pela cabeça dos que se dizem tão constrangidos trocar de canal ou fechar o browser.

Se você sente muita vergonha alheia, reavalie se não é o caso de desligar um pouco o botão de julgar. Viva e deixe viver.


2 Comments on “Vergonha alheia alheia”

  1. 1 Leonardo Martins said at 00:37 on July 10th, 2012:

    Fugindo do tema, entrando no vídeo.

    Ficou mais bonito com o imprevisto do que se tivesse dado tudo certo. Esta ajuda, como senso de comunidade é muito importante.

    Uma coisa que me marcou muito quando estive no Canadá, foi o senso de comunidade deles, de ajudar uns aos outros. E o que me chocou foi a história original do “patinho feio”.

    A história original do patinho feio é baseado em um tipo de pato que nasce branco e fica cinza quando adulto. A moral de história é: você pode parecer diferente da gente agora, mas você pertence a esta comunidade.

    Achei muito legal o vídeo. Tenho sérias dúvidas sobre o que aconteceria se tivesse sido no Brasil. Esta questão do “vergonha alheia” é só mais um “essa pessoa não pertence a minha comunidade”.

  2. 2 Drika said at 22:59 on July 10th, 2012:

    sabe quando eu morro de vergonha alheia? quando cantam parabéns pra alguém em público.
    odeio que cantem pra mim.
    tenho vontade de me esconder em solidariedade!


Leave a Reply