Que eu não acredito mais em você

January 30th, 2013 | | 2 Comments »

Quando nossa amiga em comum nos apresentou, eu fiquei bem feliz. Fui lá num encontro às cegas, tomar café com você, te achar “okay”. Nos meses seguintes, tivemos tempo de nos aproximar, formar um relacionamento bacana, fazer muitas piadas bobas, rir, beber juntos, fazer mais amigos em comum. E depois disso, foi ladeira abaixo.

Jul02 {147/366} Os bons companheiros!

Até hoje tento entender o que aconteceu. Você só queria saber dos seus amigos, parece que tinha vergonha de mim, deu pra debochar do que eu dizia na frente deles. Doeu. Doeu tanto que eu me afastei. E ao me afastar, acabei determinando o final daquela história. Quando eu disse tchau, você só disse: “cansou?”. Um ano e pouco depois, era tudo o que você tinha pra me dizer: “cansou?”. Como se o seu jogo fosse mesmo esse, me cansar.

Você quase não falou mais comigo. Você ficou bem. Você ficou ótimo, no topo do mundo, lá com os seus amigos. E quando falava comigo online, suas piadinhas eram sempre escrotas, depreciativas, forçando uma intimidade que já tinha acabado há muito tempo. Block, never show.

Aí um dia uma pessoa amiga (que nem no samba do Noel) falou que você não estava tão bem. E eu te chamei pra sair, conversar, “botar o papo em dia”. Confesso, paguei ingresso para te ver mal. Valeu cada centavo: estava lá você de novo, e o seu sarcasmo não escondia nada nada a sua miséria. Era você, menos o brilho no olho.

Eu acho que em algum momento dos meses seguintes, quando você começou a achar que era super meu amiguinho e que eu te devia contato constante, mesmo estando já em outra, você se emputeceu comigo e aí o tchau foi seu. Eu só pensei: “cansou?” e não me preocupei mais com isso.

Só que de vez em quando eu me lembro de quando eu pensava “aonde você for eu vou” (que nem na música da Marisa Monte). E aí eu vou procurar suas fotos, aquelas que registram cada vez menos vida. Minhas amigas dizem pra eu deixar pra lá essa mania de querer que você parasse com o que te faz mal. Mas se você não quer, se você mesmo não vê, foda-se.

Cansei.

Vapor Barato by Gal Costa on Grooveshark


2 Comments on “Que eu não acredito mais em você”

  1. 1 Arnaldo said at 17:40 on February 18th, 2013:

    “Era você, menos o brilho no olho.” – sintetizou em uma frase o que demorei dias para entender. Nice.

  2. 2 Rodrigo said at 22:06 on April 23rd, 2013:

    Redescobri o seu blog. Escreva mais!


Leave a Reply