Por que Mafalda?

Esta não é a Mafalda do Quino. É só a companheira da Iures… Um alter-ego, eu diria. Agora até virou Maffalda, com f dobrado, por conta das disponibilidades do cjb.net. Prefiro isso a tentar dizer pras pessoas que é http://br.geocities.com/heloisaap

Acabooooou! Já foi, o meu pré-requisito. Deu tudo certo. Sempre dá certo no final, como disse o Pedro. O único problema é que eu fico nervosa e me dá o maior BRANCO, deixo de falar um monte de coisas e o seminário termina em 15 minutos. Blargh! Na tese eu capricho.

Aaaah… Funciona! Que pena, eu já tinha escrito um monte de coisas e perdi. Por exemplo, que esta é a primeira vez que uso o Blogger. E que isso está acontecendo justo justo na antevéspera do meu Seminário de Pré-Requisito. Deus sabe que eu estive trabalhando, mas o Fernando não. Espero que ele não encontre esta página!

Também perdi a história de como estou fazendo esta coluna. Coisa que, certamente, o povo que divide sala comigo vai querer saber…

Foi assim: era uma vez uma certa pessoa que conheci pela internet e de quem me tornei fã de carteirinha. Sem fazer ciúmes no Gastón nem na Margô, claro… Ele é culto, inteligente, simpático, tem caráter (importante e raro, como dizia outra dessas amigas “virtuais”, a Marcia) e é diplomático (será que ele mesmo concordaria com isto??). E ele tem um filho, que por sua vez tem uma filha, ops! uma coluna em um jornal eletrônico. Tornei-me fã da coluna, e resolvi fazer algo má-o-meno parecido! Vamos ver se funciona. Se tudo der certo, ainda vou escrever bastante por aqui…

A ver? Funciona??