Eu sou apenas uma mulher

February 27th, 2009 | | 5 Comments »

O que é assunto de mulher, o que é assunto de homem?
O que é assunto de mãe, o que é assunto das outras?
Criança tem que falar com adulto?
Sexo, beleza, moda, culinária, maternidade, saúde, feminismo são futilidades ou coisa séria?
Dá pra pensar a vida grande a partir das coisas pequenas e cotidianas?
Quem-pariu-mateus-que-embale ou precisa-um-povoado-pra-criar-um-filho?
Só pode falar de fralda quem lava as sujinhas de xixi e cocô?
Ah, e podem-se compartilhar as escatologias e dores, ou só se falam de flores?
Existe vocação pra tia?
Aquele lance de ecofeminismo já saiu de moda?
Por que a gente tem tanto medo da energia feminina?
O que é que a gente tem pra esconder dos olhares masculinos? O pior? O melhor?
O espelho de Vênus tá servindo pra reflexão?

Alguém me traz um cosmopolitan que eu preciso pensar.

chocando ideias(Chocando idéias.)


Desafio Change the Web!

February 25th, 2009 | | No Comments »

Traduzi rapidamente o original em inglês, avisem se encontrarem erros.
Notem que o prazo para envio de apps é curtíssimo! Vou tentar também agitar um encontro aqui no Rio para conversarmos.
Comentários, sugestões, já sabem: @maffalda.

Desafio Change the Web

Social Actions finalmente anunciou o Desafio Change the Web!

Observação: Você pode submeter suas aplicações no site da NetSquared aqui.

O desafio Change the Web da Social Actions quer desenvolver ferramentas inovadoras para que as pessoas encontrem e compartilhem oportunidades de ação em sites, blogs e redes sociais que visitamos diariamente.

O desafio é patrocinado por PayPal, Convio, TakePart, e Challenge Your World.

Social Actions (ganhadora do N2Y3) criou uma base de dados aberta com mais de 60.000 ações de mais de 40 sites – incluindo GlobalGiving, Change.org, DonorsChoose.org, Kiva.org, Nabuur, TakingITGlobal, Idealist.org, e VolunteerMatch. Agora eles querem ver essas ações por aí – em sites, blogs e redes sociais que milhões de pessoas visitam todos os dias. Da próxima vez que você estiver inspirado para fazer a diferença, as oportunidades de agir estarão a um clique de distância.

Para entender melhor o que queremos dizer, veja algumas das aplicações web que já usam a API da Social Actions:

Os organizadores do desafio querem que você invente uma nova ferramenta para que as pessoas encontrem e compartilhem ações. Qualquer dispositivo ligado à web pode ser um lugar para conectar a ações: seu iPhone, sites de notícias e blogs, Facebook e outras redes sociais, ou mesmo seu próprio website! O que você vai criar?

Já mencionamos os US$10.000 em prêmios?

Saiba mais:

Como funciona:

Social Actions está facilitando este desafio para encorajar inovação da distribuição de oportunidades para fazer a diferença através da internet e dispositivos móveis. Através de voto público na NetSquared Community, 20 finalistas serão escolhidos. Um painel de juízes selecionados pela Social Actions selecionará os três vencedores entre os 20 finalistas. O anúncio será na NTEN’s Nonprofit Technology Conference, dia 28 de abril de 2009. Os ganhadores receberão prêmios em dinheiro de $5.000 (primeiro lugar), $3.000 (segundo lugar), e $2,000 (terceiro lugar).

Indivíduos e organizações estão convidados a compartilhar seus projetos com a comunidade através do formulário de submissão da NetSquared. Para concorrer aos prêmios, todas as submissões devem: 1) ser completamente funcionais quando do começo das votações, 2) incluir uma licençaopen-source, e 3) usar a Social Actions API.

Como submeter aplicações:

Quatro passos simples:

  • Registre-se e/ou Login no NetSquared.org
  • Clique em Username
  • Clique em “Submit a Project to the Project Gallery” sob My Project Idea
  • Selecione “ChangetheWeb” no menu Prize Tag que fica sob o menu Additional Cause Area Tags no formulário de submissão.

Regras e orientações:

Certifique-se de ler cuidadosamente as Rules and Guidelines.

Datas:

  • Seg, 23 de fevereiro de 2009 – Início do período de submissões. (16:00, horário de Brasília)
  • Sex, 3 de abril de 2009 – Término do período de submissões (20:00, horário de Brasília)
  • Seg, 6 de abril de 2009 – Início do voto popular. (16:00, horário de Brasília)
  • Sex, 10 de abril de 2009 – Término do voto popular. (20:00, horário de Brasília)
  • Seg, 13 de abril de 2009 – Anúncio dos Vinte Finalistas. (16:00, horário de Brasília)
  • Ter, 28 de abril de 2009 – Anúncio dos vencedores na NTEN’s Nonprofit Technology Conference.

Galeria de Projetos:

Para ver os participantes, confira Project Gallery.

Frequently Asked Questions:

Leia as Frequently Asked Questions.

Critérios de julgamento:
Leia os Judging Criteria.

Junte-se:

Quer ajudar? Contacte:

Joe Solomon
Director of Social Actions’ Change the Web Challenge
Email: joe at socialactions dot com
Tel: (415) 683 6185

Quer ajudar ou perguntar sobre o desafio aqui em Terra Brasilis? Contacte:

Maffalda
Enxerida Profissional
Email: maffalda at gmail dot com
Twitter: @maffalda


Desafio Change the Web – lançamento oficial 23 de fevereiro

February 17th, 2009 | | 1 Comment »

O lançamento do desafio Change the Web foi adiado por uma semana – a NetSquared prometeu começar o desafio segunda-feira, 23 de fevereiro. Você poderá apresentar projetos, oferecer feedback e promover mudança social na rede!

Nesta semana, o pessoal da Social Actions vai se movimentar para envolver todo mundo no desafio:

  • Criando um hub de idéias onde você pode submeter e votar sugestões para ajudar as pessoas a achar e compartilhar ações na web.
  • Publicando uma agenda de eventos e encontros e uma ‘Change the Web Conversation Series’ para discutir como usar plataformas específicas – Facebook, Twitter e iPhone – para o bem.
  • Espalhando notícias e novidades no My.SocialActions, no Grupo Change the Web no Facebook, e no Twitter.
  • Coordenando ações com bloggers, mídia, e patrocinadores.
  • Trabalhando com o Brattleboro Collective & Social Actions Developers para melhorar a API Social Actions e informações para desenvolvedores.

Eles também vão colocar o logo novo e o press release no SocialActions.com/changetheweb.

Estou pensando em fazer um encontro Change the Web aqui no Rio depois do carnaval. Se você tem interesse em participar ou quer promover um na sua cidade, por favor contacte-me via twitter (@maffalda) ou email (heloisa no gmailpontocom).

Para contactar o diretor do desafio diretamente, o email é Joe@SocialActions.com.

Links:

Siga o Change the Web no Twitter.
Inscreva-se no Facebook Group Change the Web.
Assine o RSS feed do Change the Web.
Junte-se ao Grupo de desenvolvedores Social Actions.

O site oficial do desafio (en).
Mais informações para desenvolvedores (en).
Perguntas e respostas (en).
Press release (en).
Perguntas e respostas (pt)
Prévia das regras (pt)
Press release (pt).


One, two, one two three four.

February 15th, 2009 | | 3 Comments »

Algumas coisas:

  1. SEMPRE fico de mau humor no domingo, principalmente à noite (e é quando estou escrevendo isto).
  2. Não tenho televisão, por opção. Descobri que não consigo mais assistir tevê sem fazer outra coisa e não consigo prestar atenção. Gosto de filmes e poucas séries, que assisto no computador. Não sinto falta da tv no dia-a-dia.
  3. Vivo na internet. Acho que sou viciada.
  4. Dispenso carro, casa grande, ar condicionado, sacolinhas de plástico, compras freqüentes, produtos de marca e a maioria dos gadgets. Meu conceito de luxo é diferente, e no papel sou classe D.
  5. Vejo os meus amigos “da internet” com freqüência.
  6. Sou mais de chopp que de boate.
  7. Sou mais de passeio que de praia.
  8. Sou mais de visita do que de saída, mas visita no Rio não é tão comum.
  9. Gosto de livros como objetos, gosto de ler, mas não li tudo o que queria dizer que li.
  10. Gosto mais de adolescente que de criança.
  11. Não quero ter filhos.
  12. Não sei dizer não direito. Quero aprender.
  13. Gosto de barulho de chuva e flores comuns.
  14. Gosto de beber, mas não gosto de ficar bêbada.
  15. Não trabalho numa área diretamente ligada à minha formação e tento achar isso bom, apesar de ser difícil de explicar. E não acho que o meu trabalho atual é pra sempre, vou ser uma dessas pessoas que têm muita história pra contar no fim da carreira.
  16. Não aprendi direito a dirigir, andar de bicicleta ou nadar.
  17. Com fome fico a pessoa mais enjoada do mundo.
  18. Quando criança passava muito mal viajando de carro. Acho que é por isso que só passei mal de beber uma vez na vida, odeio a sensação.
  19. Detesto que chutem minha cadeira.
  20. Sou alérgica a camarão, poeira e picadas de insetos, além de 10 outras coisas. Se uma formiga me morder eu entro em choque anafilático (já aconteceu).
  21. Minha família é imensa, e as histórias povoam as conversas como se o tempo não existisse.
  22. Acho ótimo quando pensam que sou mais nova.
  23. Sou filha de primos, nascida de uma mãe que sofreu radioterapia quatro anos antes de me conceber e achava que era estéril. Minha prima me chama de bomba de cobalto.
  24. Meu sotaque é indefinível, mas todo mundo pensa que sou mineira.
  25. Acho que listas não me definem.

Mais setenta coisas.
Luxo. Luxo. Lixo.
Atores.
Canções. Canções.
Sobre listas.


Change the Web = Mude a Rede!

February 9th, 2009 | | No Comments »
Estou divulgando o desafio Change the Web voluntariamente, depois de ter participado de uma teleconferência com a Romina Oliverio (@_romi). (Ultimamente todos os meus posts começam com “eu estava no twitter e…”.) Já comecei a tarefa com os dois posts aí abaixo, traduzidos do material de imprensa e discussões deles. Agora explico sobre as regras (que ainda não saíram oficialmente) e por que os desenvolvedores brasileiros têm que participar do desafio.
Funcionando nos EUA e Canadá, a Social Actions é uma organização sem fins lucrativos cujo objetivo é facilitar a ação cidadã na rede. Eles fazem isso agregando as informações de mais de 40 outros sites que contêm oportunidades de voluntariado, doações, petições, etc. São mais de 60 mil maneiras de fazer a diferença. Agora, com o concurso Change the Web, eles querem incentivar a criação de web-apps baseadas na API deles.

Provavelmente os usuários finais das web-apps criadas serão dos EUA e Canadá, pois essas 60 mil oportunidades cadastradas são voltadas para o público de lá. Aqui no Brasil, quem está interessado em fazer trabalho voluntário ou fazer doações deve consultar os sites Voluntários, o Portal do Voluntário, Filantropia e Rio Voluntário, entre outros. Que eu saiba, não há uma busca unificada, nem é tão fácil doar online via paypal ou cartão de crédito, e é trabalhoso checar a idoneidade de organizações. Quem sabe no futuro teremos um site único para oportunidades desse tipo.

Mesmo que o Change the Web não seja voltado para usuários brasileiros, os desenvolvedores brasileiros podem e devem participar do concurso de aplicações web. Existe uma chance real de ter um ganhador brasileiro, na minha opinião. E mesmo que você não ganhe o concurso, ganhará experiência (“programar é grátis”, já disse o sábio Marco Gomes) e terá oportunidade de trocar idéias com outros desenvolvedores. Além, é claro, de deixarem a tia Maffalda super orgulhosa. Fiz tanta propaganda para eles sobre vocês que se ninguém se inscrever vai ser um vexame.

O regulamento sai dia 16 de fevereiro, segunda-feira, mas o Joe Solomon (@engagejoe), diretor do desafio, já me adiantou algumas informações por alto:

Três vencedores serão escolhidos, e o anúncio será dia 28 de abril na NTC Conference.

As apps serão julgadas nos quesitos Inovação, Usabilidade e Potencial.

Inovação:
– A aplicação é uma nova solução para ajudar as pessoas a encontrar, compartilhar e/ou agir?
– O uso da Social Actions API é inovador?

Usabilidade e Experiência do Usuário:
– A aplicação é fácil de usar?
– O usuário é encorajado a usá-la muitas vezes (é “sticky”)?
– Qual a relevância da aplicação? Ela apresenta ações de alto valor para o usuário?

Potencial de mudança:
– Quantos usuários ela alcança? Se é feita para uma plataforma específica (Facebook, Twitter, Drupal) ou site (NYtimes.com, etc), quão popular é a plataforma ou site?
– A aplicação tem uma estratégia de marketing viral ou viável?
– A aplicação permite crescimento, é “escalável”? Pode ser adaptada a outras plataformas?

O desafio está aberto a indivíduos, grupos, organizações comerciais ou não, organizações governamentais ou não, dentro ou fora dos EUA. Os indivíduos participantes devem ter mais de 18 anos e os grupos devem ter um representante também acima de 18 anos de idade para ser contactado pela organização. Essa pessoa deve aparecer primeiro no formulário de inscrição.

Vinte projetos serão pré-selecionados.

Todas as submissões devem ser aplicações web completamente funcionais para concorrerem. Apps que estejam embedded ou linkadas devem ter funcionalidade antes da votação pública em abril de 2009.

Todas as aplicações submetidas ao Desafio Change the Web têm que se utilizar, total ou parcialmente, da Social Actions API, uma base de dados de mais de 60 mil ações de mais de 40 fontes diferentes.

Todas as submissões devem usar uma licença open source para serem consideradas para o prêmio. Toda a propriedade, inclusive intelectual, permanecerá sob domínio do ganhador.

Quem quiser ir se preparando para o desafio pode entrar na comunidade http://groups.google.com/group/social-actions-dev/. Lá você encontra outros desenvolvedores e informações sobre a API.

Daqui em diante, estarei empenhada em encher a paciência da galera brasileira para participar e fazer a ponte entre os desenvolvedores interessados e os coordenadores do desafio, se precisar, além de ajudar a navegar as informações um pouco dispersas sobre o concurso. Publicarei o link para o regulamento mas não o traduzirei na íntegra. Boa sorte a todos!


Competição online tenta mudar o mundo mudando a web.

February 6th, 2009 | | No Comments »

O desafio Change the Web, da Social Actions, vai criar ferramentas para que cidadãos sejam ativistas onde quer que estejam na rede.

Desenvolvedores web que entrarem no desafio Change the Web ajudarão a melhorar o mundo e terão uma chance de ganhar US$10 mil em prêmios.

Social Actions, uma iniciativa sem fins lucrativos, está lançando o desafio em 15 de fevereiro de 2009 para facilitar a criação de ferramentas inovadoras para ajudar na divulgação e busca de oportunidades de ação em sites, blogs e redes sociais que as pessoas já visitam diariamente.

Os competidores construirão aplicativos web que se apóiam na base de dados aberta da Social Actions, contendo mais de 20 mil ações concretas que podem ser realizadas em váreas áreas – de mudanças climáticas e educação ao genocídio em Darfur.

“Conectando pessoas a ações de alto impacto sobre as quais elas não saberiam de outra forma, esperamos criar explosões de mudanças por todo o mundo”, diz Peter Deitz, fundador da Social Actions.

A Social Actions já agrega oportunidades para fazer a diferença de 30 plataformas online, incluindo Volunteer Match, Kiva.org, DonorsChoose.org, GlobalGiving, Idealist.org, Nabuur, Care2, ThePoint e Change.org. Os criadores do concurso esperam que as ferramentas criadas pelo desafio Change the Web farão com que os usuários da web encontrem e participem mais facilmente de campanhas de captação de recursos, microempréstimos, petições, oportunidades de voluntariado e outros projetos de mudança social criados por organizações sem fins lucrativos e indivíduos.

“Imagine que você está lendo uma história sobre moradores de rua no nytimes.com e aparece um popup com a oportunidade de ser voluntário no abrigo mais próximo – isto é um exemplo do que queremos inspirar com o Change the Web. Fazer com que as ações estejam a um clique de distância pode ser crucial para fazer as pessoas realmente agirem.”, diz Joe Solomon, diretor do desafio Change the Web.

O desafio Change the Web procura engajar desenvolvedores web, blogueiros e benfeitores online de todos os tipos para transformar a web. Mamie Webb, membro da comunidade Social Actions e co-CEO da TechSoup Global, já modificou uma extensão do Firefox para permitir que qualquer pessoa consulte a base de dados de oportunidades da Social Actions apenas marcando uma frase em qualquer página. Depois que todas as submissões forem recebidas, os membros da comunidade e um painel de juízes decidirão quem são os ganhadores.

Lucy Bemholz, do blog Philanthropy 2173, escreve que iniciativas como o Change the Web são essenciais em tempos de pouco dinheiro. “Colocar ações onde quer que as pessoas estejam. Deixar que elas estejam a um clique de distância de trabalhar, doar, assinar petições ou qualquer outro tipo de ação social de onde quer que estejam online, do celular, ou de qualquer lugar. Fazer da web uma web filantrópica. Toda essa facilidade pode ajudar as pessoas a doarem.”

O desafio Change the Web se apóia no sucesso das competições online de inovação social tais como The American Express Card Members Competition, The Case Foundation’s Giving Challenges, Ashoka’s Open Sourcing Solutions, The Knight News Challenge, Advanta’s Ideablob Competition e o NetSquared Mashup Challenge.

“Muito mais do que um desafio quebra-cabeças para os muitos magos digitais e ativistas que rondam a rede… é também a possibilidade de criar (e sustentar) uma grande onda de ação humanitária, que finalmente moldará como a web é usada por sua audiência, maximizando o impacto de campanhas de mudança social”, diz a blogueira Romina Oliveiro no We-Magazine.net.

O desafio será lançado em 16 de fevereiro de 2009. Mais informações podem ser achadas em www.ChangetheWeb2009.com.


Change the Web – mais informações

February 6th, 2009 | | No Comments »

Visão: Criar um concurso que incentive centenas de novas apps tal que as pessoas sejam facilmente levadas a oportunidades de agir, não importando em que parte da rede estejam.

O desafio: Desenvolvedores competem por US$10,000 em prêmios dados às melhores aplicações que recolham e distribuam dados na API da Social Actions.

Cronograma: Lançamento dia 16 de fevereiro. A competição acontecerá ao longo de 12 semanas e os vencedores serão anunciados dias 26-28 de abril.

Seleção dos ganhadores: Vinte finalistas serão selecionados por voto aberto (como no desafio N2Y3) e um painel de juízes decidirá os três ganhadores.

Que tipo de apps esperamos? Isto será completamente determinado pela inspiração dos desenvolvedores! É provável que haja apps para Facebook e iPhone, assim como twitter e wordpress.

****************************************************

ALGUMAS PERGUNTAS

Vocês estão esperando ou encorajando algum tipo especial de apps, e como vocês vão lidar com apps que conectam a dados mais “fechados”.

Nosso lado é aberto, claro, e o outro lado sempre pode ser fechado, mas qualquer um pode usar a API para qualquer tipo de aplicação e submeter ao concurso. Facebook, Ning, OpenSocial – tudo depende do que empolga a comunidade de desenvolvedores. Nós não ditamos que tipos de apps serão construídas, mas vamos continuar encorajando outras comunidades, como a do iPhone.

O desafio parece centrado na América do Norte até agora. Eu gostaria de ver mais juízes internacionais e outras coisas que fariam um concurso realmente internacional.

Definitivamente temos o objetivo de ser internacionais e poliglotas. Quanto à API, Wokai (China) está entrando, estamos encorajando RSS feed do GiveIndia, e estamos falando com Greater Good South Africa e outros. GlobalGiving, Kiva, e NABUUR já trazem ações internacionais para a API. Para o desafio, por favor dêem sugestões do que poderíamos fazer para estimular um concurso global. É importante atrair desenvolvedores ao redor do mundo.

O prêmio é para uma app que funcione ou para a melhor idéia, ou ambos?

Nós queremos apps completamente funcionais. Teremos um mini-concurso separado para votar em boas idéias, e encorajamos os desenvolvedores a buscarem aí boas idéias, mas o desafio mesmo é para recompensar apps completamente usáveis.

Nossos parceiros na plataforma adorariam que os aplicativos resultantes do desafio incluíssem os dados que são mais importantes para nós: o tempo e as ferramentas para atender às requisições de voluntários, por exemplo. Quais são seus planos para enriquecer os dados acessíveis na API Social Actions, para que os aplicativos que a usam sejam mais relevantes?

Nós temos que divulgar que o microformato Open Actions está disponível — com 16 tipos de dados mais comuns a todas as plataformas — e que as plataformas agora têm a opção de usar isto, ou o RSS. Também esperamos que o desafio incentive o uso do microformato Open Actions nas plataformas.

O widget “Related Ways to Take Action” se baseia exclusivamente na relevância de palavra-chave, ou ele usa os datapoints da API Social Actions?

Ele usa exclusivamente relevância de palavras-chave. Estamos trabalhando para incorporar a possibilidade de votar as ações positiva ou negativamente, compartilhá-las com amigos, e outras funcionalidades que possam ser colocadas em um feed de ações sociais de alto impacto.

****************************************************

O site oficial do desafio (en).

Mais informações para desenvolvedores (en).

Estas questões e outras (en).

Press release (en).

Press release (pt).

Post na We-Magazine (en).

No twitter: @changetheweb, @socialactions.

Eu estou fazendo a divulgação em português, com ajuda graciosa de @dj_spark e @natzrosin. Se quiser se juntar a nós ou perguntar alguma coisa, é só procurar @maffalda!


February 1st, 2009 | | No Comments »

Queria ir embora
antes que fosse o dia da colheita.
Ir embora para
que não culpem
a minha presença
pelos poucos cereais
deste ano.
Queria ir embora
a pé, mesmo, levando
um cachorrinho cotó
que me segue sempre –
não sei por quê.
É isso. Vou embora
amanhã. E se eu
sair ao meio-dia – e posso
sair ao meio-dia, ninguém
vai reclamar nem me
perguntar nada – ninguém
vai dar falta de mim.
O único que vai me castigar
é o sol. Não ligo!
A sombra eu deixo pro
cachorro cotó, se ele
não desistir de me seguir.
Quando se der a colheita,
estarei longe, mas alguém
há de se lembrar que
na semeadura eu estava
presente.
E dirão que as
sementes não vingaram.

17/12/94
(Tenho achado papéis velhos.)